O gol de André Jacaré
Foto: Dpnet


Os gols


O atacante André Jacaré marcou um dos gols da partida


Tricolor embalado


Ricardo Dantas Barreto
Da equipe do DIÁRIO

Mais do que a vitória sobre o Ferroviário, de Serra Talhada, pelo placar de 3 x 1, o Santa Cruz conseguiu se isolar na liderança da segunda fase do Campeonato Pernambucano, com onze pontos. O tricolor tem um jogo a mais que o vice-líder Sport - que hoje enfrentará o Vitória -, porém se encontra numa posição tranquila para a partida de domingo, com o Central, em Caruaru.

A grande surpresa do jogo realizado no estádio do Arruda foi a forma arrojada da equipe sertaneja. Até mesmo o técnico do Ferroviário, Paulo Moura, afirmou que seus jogadores se empolgaram e deram espaço ao Santa Cruz. A explicação para isso, talvez tenha sido o primeiro gol do tricolor, marcado pelo zagueiro César, logo a um minuto e meio de bola rolando. Ele aproveitou bem a cobrança de falta de Marquinhos e deu uma cabeçada certeira.

O Ferroviário foi para cima e quase empatou num chute de Pedrinho, dentro da área, aos cinco minutos. Logo depois o atacante Sandro desperdiçou a chance de fazer o segundo para o Santa Cruz. O time de Serra Talhada continuou buscando o empate, até que, aos 17, Enilson bateu falta e Edson escorou de cabeça, vencendo o goleiro João Carlos: 1 x 1.

A partida seguiu aberta, embora o tricolor chegasse com mais perigo. Com 28 minutos, Sandro foi derrubado na área por Russo e o árbitro apontou penalidade. André Jacaré cobrou e acertou o canto. Aos 35, Marquinhos também sofreu pênalti. Sandro chutou com tranqüilidade e a bola entrou lentamente, definindo o placar.

O segundo tempo foi entediante e o Santa Cruz administrou o resultado, se poupando para o jogo de amanhã, contra o Ceará, pelo Nordestão. "O time tocou mais a bola, de forma inteligente. Não que tenha cansado, mas é preciso levar em consideração que veio de um clássico e está numa maratona de partidas", justificou o técnico Ivan Gradim. Ele elogiou muito o desempenho do Santa na etapa inicial e assegurou que com o reforço de jogadores mais experientes, a equipe continuará em ascenção.



Esse jogo marca a apresentação do zagueiro Rau, que foi responsável pelo gol salvador do Santa Cruz no jogo diante do Volta Redonda pelo Campeonato Brasileiro da segundona daquele ano. 



Reportagem do DPNET de 22/04/1998:

Ontem, antes do jogo com o Ferroviário, o zagueiro Rau foi apresentado à comissão técnica, no Arruda. O jogador entrou em campo junto com o time, lançou duas camisas do tricolor para a torcida e depois acomodou-se para assistir à vitória sobre os sertanejos. "É muito bom chegar e ver a equipe ganhando. Isso aumenta a responsabilidade de brigar por uma posição", comentou.

Baiano de Conceição do Coité, José Carneiro Araújo, 29 anos, mede 1,80m e pesa 80 Kg. Começou a carreira nas divisões de base do Bahia, depois foi para o Fluminense/RJ, Nacional/SP, Fortaleza, CSA e estava no Fluminense de Feira de Santana. Tem dois títulos no Campeonato Baiano e foi campeão brasileiro, todos pelo Bahia. Dono do próprio passe, Rau assinará, hoje, contrato até o final de julho, podendo prorrogá-lo até o final do ano.

Ele joga nos dois lados da zaga e é especialista em cobranças de falta. Defendendo o Fluminense, no Campeonato do Nordeste, o zagueiro marcou três gols, inclusive contra o Náutico. Como já disputou jogos no regional, ficará à disposição do técnico Ivan Gradim apenas para o Pernambucano. Depois de contratar Sandro, Vital e, agora, Rau, a diretoria do Santa Cruz pretende reforçar o meio-de-campo.
Lembranças do jogo:

0 comentários :