O Campeonato Pernambucano de 1973 foi disputado por 8 clubes (Santa Cruz, Sport, Náutico, América, Ferroviário, Central, Íbis e Santo Amaro), em 3 turnos independentes, com jogos de ida e volta. O último colocado do 1º turno foi eliminado do 2º e 3º turnos. Os dois últimos colocados do 2º turno foram eliminados do 3º turno. O campeonato foi decidido numa partida extra entre Santa Cruz, vencedor do 1º e 2º turnos, e Sport, vencedor do 3º turno. O Santa Cruz ganhou e sagrou-se Penta Campeão Pernambucano.


15/08/1973 - Partida Extra - Sport 0x2 Santa Cruz (2 gols de Ramon).

Local: Ilha do Retiro
Renda: Cr$ 227.217,00
Público: 36.459 pagantes
Juiz: José Marçal Filho;

Santa Cruz: Gilberto; Gena, Antonino, Paulo Ricardo e Botinha; Erb, Luciano Veloso e Givanildo; Walmir (Zito), Fernando Santana (Zé Maria) e Ramon.

Sport: Adeildo; Djair, Lima, Cidão e Marcos; Drailton, Odilon e Ronaldo (Meinha); Ditinho, Maranhão (Mário) e Ivanildo.



Ouça uma parte do 2º tempo da partida, incluindo o segundo gol de Ramon, decretando o penta campeonato Pernambucano tricolor. Narração: Ivan Lima - Rádio Clube.




Poster do Pentacampeão



Ramon marcou 22 gols no Pernambucano de 1973 e pelo Brasileiro do mesmo ano fez 21 gols, tornando-se o artilheiro isolado da competição e ajudando o Santa Cruz a ser o 16º colocado, entre as 40 equipes que disputaram a competição.



Apesar de atuar no meio campo, Luciano Veloso, a maravilha do Arruda,  foi o artilheiro do campeonato Pernambucano de 1973 com 25 gols (3 gols a mais que Ramon)



O Encontro do artilheiro Ramon com Pelé, o rei do futebol.


A CAMPANHA


1º Turno
Resumo: Santa Cruz Campeão - Em 14 jogos foram 13 vitórias e 1 empate (contra o Náutico)

21/Fev/73 Santa Cruz 3-1 Íbis
25/Fev/73 Santa Cruz 5-0 Santo Amaro
28/Fev/73 Santa Cruz 5-1 Ferroviário
11/Mar/73 Santa Cruz 3-2 Sport
14/Mar/73 Central 1-3 Santa Cruz
18/Mar/73 Santa Cruz 2-0 Náutico
21/Mar/73 Santa Cruz 3-1 América
25/Mar/73 Santa Cruz 5-0 Ferroviário
28/Mar/73 Santo Amaro 0-5 Santa Cruz
08/Abr/73 Santa Cruz 2-1 Central
11/Abr/73 Sport 0-1 Santa Cruz
15/Abr/73 Náutico 1-1 Santa Cruz
18/Abr/73 Santa Cruz 7-0 Íbis
19/Abr/73 Sport 0-0 América
22/Abr/73 Santa Cruz 3-1 América


2º Turno
Resumo: Santa Cruz Campeão - Em 12 jogos foram 11 vitórias e 1 empate (contra o Sport)

06/Mai/73 Santa Cruz 5-0 Íbis
13/Mai/73 Santa Cruz 2-0 Náutico
16/Mai/73 Santa Cruz 3-0 Ferroviário
20/Mai/73 Central 1-2 Santa Cruz
23/Mai/73 Santa Cruz 2-0 América
26/Mai/73 Santa Cruz 1-0 Sport
02/Jun/73 Santa Cruz 2-0 Ferroviário
06/Jun/73 Santa Cruz 2-1 Central
13/Jun/73 Santa Cruz 4-1 Íbis
17/Jun/73 Sport 0-0 Santa Cruz (Jogo Anulado)
19/Jun/73 Sport 1-1 Santa Cruz
24/Jun/73 Náutico 0-2 Santa Cruz
01/Jul/73 Santa Cruz 1-0 América


3º Turno
Resumo: O Sport foi o campeão, provocando uma partida extra para decidir o campeonato.


08/Jul/73 Santa Cruz 2-2 Sport
15/Jul/73 Santa Cruz 2-1 Náutico
19/Jul/73 Santa Cruz 2-0 Ferroviário
22/Jul/73 Sport 1-1 Santa Cruz
25/Jul/73 Santa Cruz 1-0 Ferroviário
28/Jul/73 Santa Cruz 2-2 América
05/Ago/73 Náutico 1-1 Santa Cruz
08/Ago/73 Santa Cruz 8-0 América


As escalações de 1969 a 1972:


1972 - O Time Tetra Campeão Pernambucano


1971 - O Time Tri Campeão Pernambucano


1969 - O Time que iniciou a história do Penta Campeonato
Lembranças do jogo:

5 comentários :

lytha ii disse...

Amigo,gostei muito do blog,só quero fazer uma correção,esta foto que vc se refere como sendo do Campeonato de 1970,ouve um egano pois a mesma é do campeonato de 1978.

Abraços!Carlos Alberto.

Germano Barreto disse...

Olá Carlos Alberto!
Obrigado pela observação, post corrigido!

Raúl disse...

caro amigo, me pode confirmar se o zagueiro Ugiette, (que depois foi para Portugal em 1972)fez parte de alguma destas equipas do santa Cruz ?

josé carlos disse...

êi, em 1972 o Santa Cruz tinha um timaço, porém, vindo a Natal(RN), jogar pelo Campoenato Brasileiro, contra o ABC (que tinha um time fabuloso), tomou de 2 a 0 - tendo marcado para o time de Natal, Sabará(lateral direito) e Jorge demolidor (centro-avante); naquele dia o ABC jogou com Tião (que depois foi para o Sport), Sabará, Edson, Nilson Andrade(que foi negociado com o Botafogo do RJ), e Rildo (ex-seleção brasileira); Maranhão(volante do Vasco da Gama), Danilo Menezes (seleção do Uruguai), e Alberi (ex-Santa Cruz-PE); Libânio (ex-Fluminense -RJ), Jorge Demolidor(vindo do Madureira-RJ) e Soares(ex-Nautico e que depois foi para o Botafogo do Rio). Não tinha como Santa Cruz ganhar, apesar do timaço com Detinho no gol, Levi Culpi, Luciano, Ramon, Givanildo, etc. O ABC montou naquela época um time considerado dos melhaores do Brasil. O ténico do time natalense era João Avelino.[..]Givanildo, Laciano, Ramon. Fernando Santana devem lebrar disso. Podem perguntar.

fachuca direito manhã disse...

Uma das grandes façanhas do Santinha, em tempos de glorias e historias no e futebol de Pernambuco e do Brasil. Estou no aguardo, que possamos editar e relembrar nos tempos presentes esses feitos desses garotos de ouro, formados na base do Santa e que proporcionaram tantas glórias e vitorias para o delírio da massa coral Estou no aguardo, como um bom e tricolor do santa Cruz de corpo e alma, como falava e cantava CAPIBA.