Jogo válido pela 21ª rodada (última) da 1ª fase do Campeonato Brasileiro da série B de 1999. No estádio Castelão em São Luis do Maranhão. O Santa Cruz jogava a sua sorte para se classificar para a próxima fase, o retrospecto da equipe naquele campeonato em jogos fora de casa: 9 jogos, 1 empate e 8 derrotas.

Na disputa desta última rodada, 5 equipes já estavam classificadas para a 2ª fase: São Caetano (45 pontos), Bahia (37 pontos), Goiás (36 pontos), Vila Nova/GO (34 pontos) e América/MG (33 pontos). Restavam apenas 3 vagas e 7 equipes estavam na disputa: Avaí (32 pontos), XV de Piracicaba (30 pontos), Ceará (29 pontos), CRB (29 pontos), ABC (27 pontos), Santa Cruz (27 pontos) e Londrina (27 pontos).

A última rodada foi favorável ao Santa Cruz, a maioria das equipes que disputavam vaga e estavam com a pontuação próxima perderam os seus jogos: Avaí, XV de Piracicaba, CRB e ABC. Apenas o Ceará venceu.


Os resultados da última rodada:

Londrina 3x2 América-MG
Bahia 0x0 Vila Nova
Goiás 5x1 Tuna Luso
CRB 1x2 Remo
Sampaio Corrêa 1x2 Santa Cruz
Ceará 2x1 XV de Piracicaba
América-RN 3x0 Avaí
São Caetano 3x1 ABC
Joinville 2x0 Desportiva
União São João 4x0 Criciúma
Paysandu 0x1 Bragantino



Com esses resultados, 3 equipes terminaram com a mesma pontuação (30 pontos): Santa Cruz, XV de Piracicaba e Londrina. O Santa Cruz, por ter 9 vitórias contra 8 das outras duas equipes, conquistou a 8ª e última vaga para a fase de playoffs.





*blog do Elias Jr.
Assista o vídeo no UOLMAIS




Resenha do Jornal do Commércio sobre a vitória do Santa Cruz:



Eram vários meninos em campo. A maioria ainda tímidos e vítimas da desconfiança do torcedor tricolor. Mas amor pelo que faz não tem idade. E esse foi o principal ingrediente do Santa Cruz para vencer o Sampaio Corrêa, por 2x1, ontem à tarde, na capital maranhense. Mais ainda, veio a tão sonhada classificação à próxima fase da Série B. O próximo desafio é o São Caetano.

Se o primeiro tempo tivesse um nome, ele seria Nílson. Sem exagero, o goleiro tricolor foi responsável pelo placar em branco na etapa inicial. Não teve Jairo Lenzi, Irineu ou Massei que transpusesse a muralha do Arruda. Mesmo assim, a primeira grande chance do jogo foi coral. Aos 17 minutos, Márcio Allan sofreu falta na entrada da área. Ele cobrou e a bola saiu à esquerda de Raul.

Aos 22 veio a resposta maranhense, com Massei. A chegada de Tinho foi providencial antes do chute fatal. Vinte e cinco minutos, começa o show de Nílson. Numa cobrança de falta, o goleiro espalmou e, caprichosamente, a bola beijou o poste e saiu.

Outra do goleiro tricolor, aos 32. Irineu chutou da entrada da área, não conseguiu. Foi aí que o até então apagado Jairo Lenzi, artilheiro do Sampaio, deu o ar da graça e mais trabalho para o guardião da meta coral. Aos 34 ele pega o rebote de uma falta. Bola nas mãos de Nílson.

Aos 41, o mesmo Jairo Lenzi cruzou para Irineu. Nílson, de novo. Um minuto depois e Marcílio perde a bola no meio. Adivinhem quem aproveitou? Jairo Lenzi, claro. Como num replay, Nílson intercedeu para o Santa. No penúltimo minuto da primeira etapa foi a vez de Marquinhos pisar na bola. Que Nílson defendeu todo mundo sabe, mas, desta vez, o chute foi de Irineu.

Veio a etapa final e o sufoco. O Santa pressionava, o Sampaio respondia no contra-ataque, mas gol que é bom, nada. Até os 31 minutos. Tinho cobrou uma falta. No rebote, Márcio Allan fez 1x0. O banco de reservas ainda comemorava quando Batata driblou Raul e ampliou. Aos 38, Romero, de pênalti, empatou para o Sampaio. Com os ânimos acirrados, o maranhense Nei e o tricolor Renato Carioca trocaram sopapos e foram expulsos. A celeuma paralisou o jogo por mais de cinco minutos, mas já estava escrito: o Santa era o vencedor.


CLASSIFICAÇÃO FINAL DA 1ª FASE: 
1º) São Caetano
2º) Bahia
3º) Goiás
4º) Vila Nova/GO
5º) América/MG
6º) Ceará
7º) Avaí
8º) Santa Cruz



Curiosidade:
Atuaram pelo time do Sampaio Corrêa dois jogadores bem conhecidos do futebol Pernambucano: O zagueiro  Lúcio Surubim (Ex-Náutico) e o meio campista Arla (Ex-Santa Cruz)
Lembranças do jogo:

2 comentários :

ALEXANDRE disse...

inesquecível esse jogo gostaria de ouvir o aúdio do gol de batata,se não me engano na narração de aroldo costa.

Alexandre Guerra disse...

Poxa eu tinha esse áudio mais um amigo pegou emprestado e não mais o vi... mais se podesse postar eu postaria ele.