Este jogo foi válido pela 3ª rodada da Copa do Nordeste de 2001.
O Santa Cruz era comandado pelo ex-zagueiro Ricardo Rocha, tendo como auxiliar técnico o ex-meia Zé do Carmo.

OBS: Neste jogo o goleiro João Carlos do Santa Cruz defendeu um pênalti cobrado pelo jogador Brener.

O público do jogo foi de 5.622 pessoas. 

O único gol da partida foi marcado pelo zagueiro Alex Pinho:

Zagueiro Alex Pinho Campeão da Taça Libertadores pelo Vasco em 1998.


Narração: Adílson Couto / Rádio Jornal AM de Recife.
Reportagem de Campo: Hélio Macedo


 Narração: André Luiz Cabral - Rádio Clube AM de Pernambuco
Reportagem de Campo: Wellington Araújo



Jornal do Commércio:

Alex Pinho dá vitória ao Santa
Zagueiro pega rebote do goleiro e marca único gol da partida contra o Treze. O resultado reabilita os tricolores no Campeonato do Nordeste

O Santa Cruz obteve, ontem, sua segunda vitória pelo Campeonato do Nordeste. A vítima foi o Treze de Campina Grande, que caiu dentro do Arruda, pelo placar de 1x0. O gol foi marcado pelo zagueiro Alex Pinho, aos 36 minutos da primeira etapa. O Treze ainda teve a oportunidade de empatar a partida, mas o atacante Brenner perdeu um pênalti, aos quatro minutos do segundo tempo. Agora, o time pernambucano tem seis pontos e ocupa a vice-liderança do Nordestão.

Nos primeiros dez minutos o Santa Cruz foi arrasador. Já aos quatro, Sérgio Alves cabeceou na trave uma bola cruzada da direita pelo zagueiro Humberto. Um minuto depois foi a vez de Paulo César testar o goleiro do Treze, Isaías. O ala cobrou uma bela falta e a bola, caprichosamente, bateu na rede pelo lado de fora.

Aos oito minutos foi a vez de Arley assustar a meta paraibana. O lateral chutou forte do meio da rua, depois de uma tabela no meio do campo com Valdomiro. A partir daí, o Treze apertou na marcação e o atacante Bia quase marca, aos 23, depois de ser servido pelo ex-atleta do Santa Paulinho Andrade.

Impaciente com os erros do meia Igor, o técnico Ricardo Rocha tirou o jogador e promoveu a entrada do veloz atacante Carlinhos. A mudança surtiu efeito e aos 36 minutos surgiu o gol dos tricolores. Paulo César bateu uma falta fechada da esquerda e, no rebote do goleiro Isaías, o zagueiro Alex Pinho tocou a bola para as redes.

PÊNALTI – Nos últimos 45 minutos, o que se viu foi um jogo parelho. No entanto, logo aos seis minutos, Wellington, que acabara de entrar no lugar de Arley, cometeu pênalti sobre o atacante Bia, ex-Náutico. Brenner se apresentou e bateu no meio do gol, para a defesa de João Carlos e delírio da torcida tricolor.

A nove minutos do final, Marcelinho enfiou da meia uma bola para Carlinhos que chutou forte, acertando a trave. Depois disso, o jogo esfriou e o Santa segurou a vitória de 1x0.

Na preliminar de ontem, válida pelo Campeonato Pernambucano de Juniores, o Santa ganhou da AGA por 11x0.

CAMPANHA TRICOLOR – Num coquetel a ser realizado hoje, às 15h, no Auditório do anfiteatro Aristófanes de Andrade, no Arruda, o presidente do clube, José Mendonça, lançará a campanha Tricolor dá Sorte. Na ocasião, serão apresentadas as peças publicitárias e os critérios de participação da torcida, que será conclamada a colaborar com o Santa Cruz. “Um clube tricolor não pode viver só no vermelho”, é uma das chamadas da campanha.

Anúncio à parte, o atacante Nino Baiano, que estava no Arruda indicado pelo técnico Carlos Alberto Silva, foi dispensado ontem.
Lembranças do jogo:

0 comentários :