06/07/1986 - Faltou competência ao Santa Cruz para largar na frente no terceiro turno do campeonato Pernambucano. Vencia por 2 a 0 e permitiu o empate, além de jogar um futebol totalmente distintos nas duas etapas. No primeiro, jogou com valentia, agressividade, brigando pela bola em todo o campo, mas na segunda etapa, mostrou um futebol lento, irritante e como castigo, sofreu o empate. As modificação erradas do técnico Moisés, certamente foi um fator decisivo para tirar à vitória do Santa Cruz.



Os gols da partida


 
Momento da marcação do primeiro gol do Santa, Marlon em cobrança de pênalti sofrido por Jacozinho

Jacozinho comemora a marcação do segundo gol tricolor

Após o segundo gol centralino, o treinador Ernesto Guedes invadiu o gramado reclamando de violência, sendo expulso de campo, mas só saiu após a chegada da polícia.
.
 
Moisés técnico tricolor


Ficha do Jogo:

Central: Carlinhos; Zé Carlos, Dema, Timbó e Valdeci; João Luís, Evandro e Jorge Vinícius; Adauto (Júnior), Pitico e Falcão.
Técnico: Ernesto Guedes

Santa Cruz: Birigui; Marco Antônio, Lula, Ivan e Valdemir; Zé do Carmo, Neto (Jarbas) e Murilo; Marlon, Rommel e Jacozinho (Clóvis).
Técnico: Moisés

Árbitro:
Aristóteles Cantalice
Auxiliares: Luis Alves de Jesus e Laucenor Vanderley
Renda: Cz$ 156.828,00
Público: 9.695 pagantes
Local: Estádio Pedro Victor de Albuquerque - Caruaru (Hoje chamado de Luis Lacerda)
Gols: Marlon aos 26 e Jacozinho aos 33 minutos do primeiro tempo (Santa Cruz); Jorge Vinícius aos 38 minutos do primeiro tempo e Evandro aos 36 minutos do segundo tempo (Central).
Lembranças do jogo:

0 comentários :