O Santa Cruz conquistava o que parecia um sonho, quase impossível, devido a grande rivalidade entre as duas equipes: Conquistar o primeiro turno do Pernambucano de 1980, derrotando o Sport por duas vezes seguidas na Ilha do Retiro.


30/07/1980 - O Santa Cruz quebra a invencibilidade do Sport vencendo o jogo extra que decidiria a segunda fase do primeiro turno do Campeonato Pernambucano. O resultado final da partida realizada na Ilha do Retiro foi de 1x0, gol de Carlos Roberto, credenciando o Tricolor a decidir o turno contra o próprio Sport, novamente na Ilha do Retiro.


Carlos Roberto comemora com a torcida o gol da vitória.


O meia Carlos Roberto em ação


O gol da vitória tricolor surgiu no final do primeiro tempo, aos 44 minutos, numa jogada que começou com Amilton Rocha chutando na entrada da área, a bola tocou em Joãozinho e sobrou para Carlos Roberto bater com força no canto esquerdo do goleiro País.


Ficha do Jogo:

Santa Cruz: 
Reginaldo; Everaldo, Galvão, Alfredo e Pedrinho; Valderez, Baiano e Carlos Roberto; Amilton Rocha, Sena (Betinho) e Joãozinho.
Técnico: David Ferreira (Duque)

Sport:
País; Ramirez, Alex, Cícero, Romero; Mérica, Denô e Edson (Nininho); Afrânio, Lola e Paulinho.
Técnico: Urubatão

Renda: Cr$ 2.094.560,00
Público: 26.806 pagantes
Árbitro: Gílson Cordeiro
Auxiliares: Manoel Amaro e Armindo Tavares
Cartões Amarelos: Lolca, Mérica, do Sport e Alfredo Santos, Everaldo, Reginaldo e Baiano, do Santa Cruz.


03/08/1980 -  Novo confronto entre as duas equipes na Ilha do Retiro e novamente o Santa Cruz venceu por 1x0, gol de Sena, conquistando, desta vez, o 1º turno.


O gol aconteceu aos 30 minutos do primeiro tempo, após uma investida em bloco, sem sucesso, do Sport. Everaldo contra-atacou pela direita, venceu Romero e lançou no meio campo para Amilton Rocha que chutou forte e o zagueiro Mérica segurou a bola com a mão dentro da área, pênalti convertido pelo atacante Sena.


 
O atacante Sena cobrou o pênalti sem chances de defesa para o goleiro País.


O goleiro Reginaldo defendendo um ataque do Sport. Atacante Roberto ao fundo.


O zagueiro Valderez, que veio emprestado pelo Grêmio de Porto Alegre, foi o grande nome do Santa Cruz no jogo


O goleiro País, que desde o início do jogo reclamava dores no joelho direito, ficou desolado após decretada a segunda derrota consecutiva para o Santa Cruz.

Ficha Técnica:

Sport: 
País; Ramirez, Alex, Cícero e Romero; Mérica, Denô e Lolca; Afrânio (Nininho), Roberto e Paulinho.
Técnico: Urubatão

Santa Cruz: 
Reginaldo; Everaldo, Paulo Galvão, Alfredo Santos e Pedrinho; Valderez, Carlos Roberto (Deinha) e Baiano; Amilton Rocha (Betinho), Sena e Joãozinho.
Técnico: David Ferreira (Duque)

Local: Ilha do Retiro
Renda: Cr$ 2.419.440,00
Público: 28.697 pagantes
Árbitro: Manoel Amaro
Auxiliares: Oséas Gomes e Luis Gonçalves
Cartão Amarelo: Paulo Galvão, Reginaldo e Baiano (Santa) e Mérica (Sport)
Lembranças do jogo:

0 comentários :