Jogo válido pelo grupo "D" da Taça de Ouro (Campeonato Brasileiro) de 1981.

Atacante Dadá Maravilha aos 35 anos marca 2 gols e ajuda o Santa Cruz a vencer o jogo.

Ficha Técnica:

Santa Cruz: 
Wendel; Celso Augusto (Everaldo), Alfredo, Pedrinho e Hilton Brunes; Isidoro, Baiano (Amilton Rocha) e Carlos Roberto; Zé do Carmo, Dario e Joãozinho.
Técnico: Hilton Chaves

Cruzeiro: 
Ica, Luis Cosme, Zezinho Figueiros, Luis Carlos e Airton; Toninho, Ademir e Mauro; Zé Henrique (Carlinhos), Edimar e Jesum.

Local: Estádio Magalhães Pinto (Mineirão)
Árbitro: Roberto Nunes Morgado
Auxiliares: José Roberto Teixeira e Armindo Vieira.
Renda: Cr$: 3.850.650
Público: 33.312 pagantes
Cartão Amarelo: Zé do Carmo e Celso Augusto (Santa Cruz).

Os Gols:

Aos 22 minutos do primeiro tempo, numa descida firme pela esquerda o Santa ganhou um escanteio que bem cobrado por Joãozinho pela lateral esquerda, encontrou Dario, cabeceando firmemente ante a saída do goleiro Ica.

No segundo tempo Dadá estava endiabrado e Alfredo e Pedrinho (Zagueiros corais) eram barreiras intransponíveis. Aos 6 minutos, numa penetração pelo meio da área, Joãozinho fez o gol mais bonito da partida, driblando toda a defesa do Cruzeiro e marcando 2x0.

O Santa manteve-se tranquilo na defesa e aos 33 minutos Dario consolidava a vitória marcando 3x0.
 
 
 
Goleiro Wendel contou com a ajuda de Alfredo (D) para fechar o gol


Zé do Carmo (D) aos 20 anos, começou a partida ajudando o ataque. Isidoro (camisa 5).


Celso Augusto (camisa 4) e Isidoro (deitado) foram impecáveis.
 
 
Dario José dos Santos, conhecido como "Dadá", "Dadá Maravilha", "Dadá Jacaré", "Beija-flor", "Peito de aço". Aos 35 anos, foi eleito o melhor jogador da partida: "Aqui no mineirão Eu conheço até o vento, os buracos, os montinhos artilheiros... Mostrei a eles que ainda sou o rei Dadá"
 
 
"Me diz o nome de três coisas que param no ar: beija-flor, helicóptero e Dadá Maravilha". Dario no Atlético Mineiro
 
 
 
Curiosidade da Partida:
 
A torcida do Atlético/MG juntou-se a torcida do Santa Cruz nas arquibancadas do Mineirão e ainda levou muitas bandeiras para torcer pelo Santa Cruz e matar a saudade de ver Dario jogar.
Lembranças do jogo:

3 comentários :

severo-31 disse...

Sr Germano Barreto, obrigado por esses resgates históricos do santa cruz fc, se todos os tricolores tivessem acesso teriam mais orgulho do nosso clube! um abraço e parabéns.

nnn disse...

Meu prezado,

Seu blog é fantástico!
O Santa Cruz dos anos 1970 enchia os olhos dos torcedores de todo o Brasil. Um timaço!!!
Gostaria que você (me permita chamá-lo assim) postasse algo sobre o jogaço Santa Cruz 2 x 3 Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro de 1975. Duas máquinas de jogar futebol!!!
Seria ótimo se pudéssemos ouvir os gols desse jogo.
Parabéns!!!

Hadson
Governador Valadares - MG

nnn disse...

Ah, meu e-mail é democratagv@gmail.com (Hadson).