O zagueiro Valença (D), teve a difícil missão de marcar o atacante argentino Carlito Tévez de 22 anos, o melhor jogador do campeonato brasileiro 2005, vencido pelo Corinthians.

O volante Mascherano e o atacante Tévez, ambos argentinos, eram as estrelas do time Corinthiano.


O zagueiro Márcio Alemão marcou o gol da vitória tricolor


Assista ao gol do zagueiro Márcio Alemão


Narração: Adílson Couto - Rádio Jornal AM de Recife
Repórter de Campo: Pedro Silva



Santa Cruz vence e agrava crise no Corinthians
Timão perde pela décima vez no Brasileiro e segue na lanterna da competição
RECIFE - Em mais uma péssima apresentação, o Corinthians voltou a ser derrotado no Campeonato Brasileiro. O time perdeu para o Santa Cruz por 1 a 0 no estádio do Arruda e, além de completar oito partidas sem vitória, permanece na lanterna do Brasileirão, com apenas 10 pontos ganhos. Já o Santa Cruz, que vence a quarta partida seguida, chega aos 15 pontos ganhos e deixa a zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, no dia 5 de agosto, o Corinthians recebe o Atlético-PR no Pacaembu, às 18h10m. No dia seguinte, o Santa Cruz enfrenta o Cruzeiro no Mineirão, também às 18h10m.

O primeiro tempo começou com muitos erros de passe, principalmente do Corinthians, que mostrava nervosismo e ansiedade em concluir as jogadas. O Santa Cruz, apoiado pela torcida que lotava o Arruda, tomava a iniciativa das jogadas e pressionava os paulistas, aproveitando principalmente os espaços deixados por Gustavo Nery pela esquerda.

O primeiro chute a gol do Timão foi dado por Tevez, aos 17 minutos de jogo. Dois minutos depois o argentino tabelou com Rafael Moura e foi travado na hora do chute pelo zagueiro Adriano, que reclamou que o corintiano teria entrado de sola na jogada.

Aos 24 minutos, após boa jogada de Osmar pela direita, Junior Maranhão recebeu na área e chutou prensado com Betão, na primeira boa chance de gol do Santa Cruz. Aos 33 minutos, nova chance do Santa Cruz. Cássio cobrou falta de longe e Silvio Luiz fez uma bela defesa, mandando a bola a córner. Aos 35 minutos, após cobrança de escanteio pela direita, Silvio Luiz saiu mal do gol e Nenê cabeceou a bola por sobre o gol do Timão.

Após muitas jogadas erradas e pouca criatividade, uma cobrança de falta de André Leone, aos 41 minutos do segundo tempo, foi o último lance de perigo antes do fim do primeiro tempo.

No segundo tempo, os dois times voltaram a campo com mais velocidade, e algumas oportunidades de gol foram criadas de ambos os lados. Aos 14 minutos, em grande jogada de Ricardinho pela direita, a bola foi passada para Tevez, que serviu Rafael Moura na entrada da pequena área. O atacante chutou e o goleiro Guto fez uma grande defesa, impedindo o gol do Corinthians.

A resposta do Santa Cruz veio aos 18 minutos, quando Márcio Mexirica ganhou na corrida de Gustavo Nery e cruzou para Édson Di, que chutou longe do gol de Silvio Luiz. Aos 22 minutos, após falta cobrada por Cássio da direita, Márcio Alemão ganhou de André Leone pelo alto e, aproveitando a falha na saída do gol de Silvio Luiz, cabeceou para abrir o placar. Santa Cruz 1 a 0.

Com o gol, o Santa Cruz recuou e passou a esperar o Corinthians em seu campo. O Timão, com mais espaço, poderia ter criado chances de gol, mas o nervosismo dos jogadores fazia com que eles se precipitassem e chutassem de fora da área a todo instante, desperdiçando jogadas que poderiam ser perigosas se a bola fosse melhor trabalhada. Para piorar, o árbitro não deu um pênalti a favor do Corinthians, cometido por Junior Maranhão aos 22 minutos do segundo tempo.

Mesmo com maior posse de bola no ataque após o gol do Santa, o Timão não teve a tranquilidade para criar jogadas de gol e buscar o empate. Ao fim da partida, os jogadores do time paulista mostraram-se abatidos e desanimados com a crise que assola o clube.


30/07/2006 - 18h09
Corinthians perde para o Santa Cruz e completa oito jogos sem vencer

Folha Online


O Santa Cruz afundou ainda mais o Corinthians na crise. A derrota por 1 a 0 do time paulista, neste domingo, em Recife, representa o oitavo jogo seguido sem vitória e a permanência na lanterna do Nacional-06.

O 10º resultado negativo do clube no Nacional pode significar o fim da era Geninho no comando da equipe paulista. Desde sua chegada ao clube, acumula sete derrotas --Inter, Santos, Goiás, Flamengo, Cruzeiro e Palmeiras, além da deste domingo-- e um empate --Fortaleza. Venceu apenas uma vez. Em sua estréia contra o Vasco.

Na semana passada, após o empate contra o Fortaleza, em casa, Geninho, já havia deixado claro que uma nova derrota poderia significar o fim do seu ciclo como treinador corintiano. Especulou-se que Renato Gaúcho, atual treinador do Vasco, seria seu substituto.

A situação deve ficar insustentável até mesmo para os atletas. Após 14 jogos, o time paulista soma apenas 10 pontos, ocupando a última colocação. O Santa Cruz, entretanto, continua em fase de recuperação. É a quarta vitória consecutiva. Agora, o time pernambucano está com 15 pontos.

Possivelmente com um novo treinador, o Corinthians volta a jogar pelo Brasileiro no próximo sábado, contra o Atlético-PR, em São Paulo. Um dia depois, o elenco pernambucano enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão.

O jogo

Como na maioria das últimas partidas, o Corinthians não conseguiu criar. Responsáveis pela articulação das jogadas, Rosinei e Ricardinho estavam bem marcados e pouco produziram.

Com isso, a defesa tentava fazer ligação direta com o ataque. A estratégia não deu certo. A dificuldade era tão grande que o time do Parque São Jorge deu seu primeiro chute somente aos 17min, com Tevez.

O Santa Cruz, por outro lado, tinha mais tempo de posse de bola. Porém, se mostrou desorganizado e quase não levou perigo ao gol de Silvio Luiz. Chance real apenas uma. Aos 34min, Cássio cobrou falta no ângulo esquerdo e o goleiro corintiano espalmou para escanteio.

Ao contrário da etapa inicial, o Corinthians decidiu atacar. Adiantou sua marcação, o que dificultou a saída de bola da equipe pernambucana. Foi assim que Ricardinho driblou dois defensores e tocou para Tevez, aos 15min. O argentino rolou para Rafael Moura, que, livre, chutou em cima do goleiro Guto e desperdiçou a melhor oportunidade corintiana.

O erro de finalização custou caro ao time de Parque São Jorge. Aos 24min, Márcio Alemão aproveitou falha de Silvio Luiz e abriu o placar para os pernambucanos. O gol mexeu com os corintianos.

A partir daí, não conseguiam mais acertar passes. O nervosismo e a apreensão estavam explícitos no rosto de cada jogador. Desorganizado, até tentou pressionar, porém não conseguiu criar uma chance sequer para evitar a 10ª derrota no Campeonato Brasileiro.



Ficha do Jogo:

Jogo: SANTA CRUZ 1 X 0 CORINTHIANS
Competição: Campeonato Brasileiro Série A / 14ª rodada
Local: Estádio do Arruda, em Recife (PE)
Data: 30/07/2006
Árbitro: Clever Assunção Gonçalves (MG), auxiliado por Marco Antônio Gomes (MG) e Márcio Eustáquio Santiago (MG).
Gol: Márcio Alemão, aos 22 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Rafael Moura (C), Wilson Surubim (S), André Leone (C), Mascherano (C), Gustavo Nery (C), Osmar (S), Guto (S) e Édson Di (S).

SANTA CRUZ
Guto, Márcio Alemão, Valença e Adriano (Wilson Surubim); Osmar, Augusto Recife, Junior Maranhão, Washington (Édson Di) e Cássio; Márcio Mexirica (Zada) e Nenê.
Técnico: Maurício Simões

CORINTHIANS
Silvio Luiz, Edson, Betão, André Leone e Gustavo Nery; Marcelo Mattos, Mascherano, Rosinei (Eduardo Ratinho) e Ricardinho (Renato); Tevez e Rafael Moura (Ramon).
Técnico: Geninho
Lembranças do jogo:

0 comentários :